Agenda Municipal / Museus Dia Internacional dos Museus

15 a 18 Mai
Programa Rede de Museus

*As atividades presenciais seguem as normas e as indicações da Direção-Geral de Saúde e estão
sujeitas à lotação do(s) espaço(s).

Horário: 15 a 18 maio | 10h00 às 17h30

Mais informações
http://bit.ly/DIMFamalicao2021

Panfleto - ver documento »

15 e 16 de maio | 10h00
VISITA Bandeira processional: identidade e simbologia
Museu da Confraria de Nossa Senhora do Carmo de Lemenhe
Público Geral | Máx. 2 participantes
Conheça a história da bandeira processional da Confraria da Nossa Senhora do Carmo de Lemenhe e surpreenda-se com a descodificação dos inúmeros símbolos que a adornam.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
senhoradocarmo@sapo.pt

15 de maio | 10h00 e 16 de maio | 11h00
OFICINA Se os objetos falassem
Museu de Arte Sacra da Capela da Lapa
Público Famílias | Máx. 4 participantes
Se os objetos falassem, o que diriam? Quantas histórias contariam? Todos temos objetos guardados. Coisas simples que guardam memórias. Histórias que só nós conhecemos. O mesmo se passa com os objetos dos museus. Foram o objeto de alguém com uma história para contar. Será que conseguimos descobrir, pelo menos parte dessa história?
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
museuartesacra@famalicao.pt

15 e 16 de maio | 10h00 e 18 de maio | 10h00 e 15h30
VISITA Volta ao Mundo em 4 rodas
Museu do Automóvel
Público Geral | Máx. 8 participantes
Será possível dar a volta ao mundo através da história do automóvel, sem sair do lugar? Uma viagem no tempo onde observaremos o automóvel como meio de transporte, utensílio de trabalho, mas também como obra de arte e símbolo de poder. A partir da história de cada um viajaremos pelo mundo.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
museudoautomovelfamalicao@gmail.com

15 de maio | 10h00 e 17 de maio | 14h00
QUIZ Calendários que contam histórias
Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave
Público Geral | Online
Através da coleção de calendários do Museu (1990-2021), fazem-se perguntas alusivas ao tema da indústria têxtil. O participante ao jogar enriquece os seus conhecimentos sobre o património industrial do Vale do Ave, tendo sempre em conta, a renovada identidade “Famalicão Cidade Têxtil”.

15 de maio | 10h00 e 11h00
VISITA Tecer estórias em família
Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave
Público Famílias | Máx. 5 participantes
Teares…Abridores…Calandras…Para que serviam? Que estórias se desvendam das relações que se criaram entre homens, mulheres, por vezes crianças, e estas máquinas? Numa visita que se pretende intergeracional vamos mergulhar no mundo da história da indústria têxtil da Bacia do Ave.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
geral@museudaindustriatextil.org

15 a 18 de maio
ROTEIRO Musear por Vila Nova de Famalicão
Público Geral | Sujeito à lotação do(s) espaço(s)
Serão os objetos dos museus silenciosos? Ou estarão desejosos de falar? Que estórias e histórias nos contarão se encontrarmos forma de os fazer falar? Que personalidades nos farão conhecer? Ao teu ritmo descobre isto e muito mais nestes roteiros pelos museus de Famalicão.

15 de maio | 11h00 e 16 de maio | 10h00
OFICINA Recriar e Reimaginar Memórias de Soledade Malvar
Casa-Museu Soledade Malvar
Público Famílias | Máx. 4 participantes
Quem foi Soledade Malvar? O que fez durante a sua vida? Que memórias nos deixou? Figura singular, de enormes paixões e personalidade vincada. Durante a sua vida colecionou memórias a partir das obras de arte que reuniu e da relação de proximidade com a sua família. Vamos, a partir da sua história, recriar as suas memórias.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
soledademalvar@famalicao.pt

15 e 16 de maio | 11h00
17 de maio | 11h00 e 16h00
18 de maio | 11h00 e 16h30

VISITA O itinerário do combatente português na Guerra Colonial
Museu da Guerra Colonial
Público Geral | Máx. 6 participantes
O embarque; o dia-a-dia; as operações militares; os nativos; a ação social e psicológica; a religiosidade; os horrores da guerra; os ferimentos; a correspondência das madrinhas de guerra; a morte… Não perca a oportunidade de conhecer melhor o itinerário do combatente português nas três grandes frentes da Guerra Colonial entre 1961 e 1974.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
museuguerracolonial@adfa.org.pt

15 e 16 de maio | 12h00 e 16h00 (Online)
DOCUMENTÁRIO Reportagens de Guerra
Museu da Guerra Colonial
Público Geral | Máx. 6 participantes
Com estas reportagens são desvendados os aspetos desconhecidos e ocultos da guerra colonial, na qual os jovens das gerações de 1961 a 1974 foram envolvidos, e que tanto impacto teve na sociedade portuguesa da época e cujos efeitos, físicos e psicológicos, ainda se fazem sentir na atualidade.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
museuguerracolonial@adfa.org.pt

15 de maio | 14h30
CONVERSA À volta do sonho
com a psicóloga Sandra Gonçalves
Fundação Cupertino de Miranda
Público Geral | Zoom
Para que o ser humano se possa transformar a si mesmo e ao mundo, necessita de aceder e interagir com a matéria plástica dos mundos subjetivos através do símbolo e da imaginação. Sandra Gonçalves, psicóloga e investigadora, irá relacionar a psicologia com o surrealismo, movimento artístico e literário que explorou o inconsciente e os sonhos.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 14.05)
comunicacao@fcm.org.pt

15 de maio | 15h00
CONFERÊNCIA DIGITAL Juntos fazemos museu. Pensar o desenvolvimento sustentável
Público Geral | Zoom
Consultoria para a acessibilidade da Acesso Cultura
Ana Paula Amendoeira | Diretora Regional de Cultura do Alentejo
Graça Filipe | Museóloga e investigadora no História, Territórios e Comunidades - CFE NOVA FCSH
Joana Sousa Monteiro | Diretora do Museu de Lisboa e Presidente do ICOM-CAMOC
Sara Moreno Pires | Professora auxiliar no Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território, Universidade de Aveiro
Moderação, Mariana Espel | Projeto Usina de Eureka
O título da conferência remete para uma reflexão sobre a necessidade de atuações colaborativas para atingir objetivos comuns em prol do desenvolvimento sustentável. As oradoras deste evento, pessoas com experiência na área do Desenvolvimento Sustentável, farão uma abordagem a conceitos e exemplos de boas práticas para facilitar a compreensão de como os museus poderão atuar neste novo paradigma. São objetivos da conferência: (1) conhecer a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável; (2) pensar as questões mais relevantes relacionadas com o crescente dinamismo entre os museus e a sociedade, que fazem destas instituições importantes atores desta nova agenda; (3) estimular o pensamento critico e criativo dos participantes para novas ideias que incentivem a um envolvimento mais ativo por parte dos museus e à criação de atividades que contribuam para a promoção da adoção de valores, comportamentos e atitudes que, a nível local, procurem responder a problemas globais.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
rededemuseus@famalicao.pt

15 de maio | 17h00
WORKSHOP O símbolo vivo: introdução à exploração vivencial dos símbolos no sonho e na arte
com a psicóloga Sandra Gonçalves
Fundação Cupertino de Miranda
Público > 16 anos | Zoom | Máx. 20 participantes
Duração 120 minutos | Material necessário: caneta e papel
Exploraremos maneiras de aceder aos significados, individuais e partilhados, dos símbolos através da construção de árvores de associações. Aprenderemos a abordar o sonho a partir do seu interior e a utilizar o seu registo para potenciar o seu entendimento. Terminaremos com uma viagem onírica construída e vivida em conjunto.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 14.05)
comunicacao@fcm.org.pt

15 de maio | 21h00
CONCERTO com Quarteto Euterpe
Fundação Castro Alves
Público Geral | Online
A igualdade de oportunidades foi sempre uma premissa presente nas ações do comendador Castro Alves. Persistente e generoso, defendia a educação para todos e com as suas iniciativas, nomeadamente com a Escola de Música, pretendia incluir os jovens no mundo do trabalho e na sociedade. Com este concerto pretendemos, tal como o Comendador noutros tempos, dar a oportunidade aos artistas emergentes se lançarem no mundo artístico.

15 de maio | 22h00
CONCERTO (H)á noite no museu…!
com Gil Cadeias e Pedro Vilaça
Museu Bernardino Machado
Público Geral | Online
Numa constante busca pela fusão ideal entre a palavra e o som, a música do famalicense Gil Cadeias viaja por vários estilos como a bossa-nova, o pop-rock ou o blues, apresentando-se acompanhado pelo saxofonista Pedro Vilaça num formato acústico. Este espetáculo será transmitido em direto no Facebook deste museu, em formato de alta definição 360º.

16 de maio | 10h00
OFICINA Caça à família Fardocas
Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave
Público Famílias | Online
Com recurso a um smartphone ou computador, os visitantes virtuais visualizam imagens 360º, e tentam encontrar os Fardocas que se encontram escondidos no meio de alguns objetos da exposição temporária do museu. Este processo levará os visitantes ao encontro da informação e do conhecimento que esta exposição representa.

16 de maio | 11h00
PERFORMANCE Vivências do linho
com o Grupo Etnográfico Rusga de Joane
Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave
Público Geral | Máx. 10 participantes e Online
Um momento performativo através de uma revisitação falada e cantada às memórias e vivências das gentes de outrora, tendo o linho como fio condutor. Das tarefas agrícolas à indústria, ao serão, aos bordados, à religiosidade, à festa, ao nascimento e à morte.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
geral@museudaindustriatextil.org

16 de maio | 11h00
TEATRO O Comboio que sonhava mudar de linha
Museu Nacional Ferroviário – Núcleo de Lousado
Público Infantil | Online
Língua Gestual Portuguesa e Legendagem em português
Quinzinho sonhava mudar de linha, mas era feliz na companhia de Augusto. Um dia, Quinzinho é questionado por Alfaman, e o seu orgulho resulta em danos que parecem ser irreversíveis. Descubra o que irá acontecer.

16 de maio | 14h00
PERFORMANCE Quando a Máquina parou
Museu Nacional Ferroviário – Núcleo de Lousado
Público Infantil | Online
Língua Gestual Portuguesa e Legendagem em português
Quando a máquina associa a vida e o batimento cardíaco à viagem de um comboio. Que associa a saudade ao fechar da porta. Que associa a morte ao fim da linha. Que mantém a esperança através da luz ao fundo do túnel.

16 de maio | 17h00
CONVERSA Museu & memória
com a socióloga Rafaela Ganga
Fundação Cupertino de Miranda
Público Geral | Zoom
O museu é uma casa repleta de objetos que contam histórias. Sabemos hoje que os objetos estimulam a memória e têm um papel central na promoção da saúde mental. Tendo esta premissa em mente, como podemos esbater as barreiras entre o pessoal e institucionalizado e potenciar o valor cultural e instrumental do nosso património individual?
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 14.05)
comunicacao@fcm.org.pt

17 e 18 de maio | 10h00 e 14h30
VISITA Ao Mundo dos Comboios
Museu Nacional Ferroviário – Núcleo de Lousado
Público Escolar | Zoom
Junte-se a nós numa viagem virtual pela evolução do transporte ferroviário português até à atualidade.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
museuferroviario@famalicao.pt

17 de maio | 11h00
EXPOSIÇÃO Ligados em Rede: Museus de Vila Nova de Famalicão
Famalicão ID
Público Geral | Online
André Carrilho, Alex Gozblau, Marta Madureira, Cristina Sampaio, Bárbara R., Mantraste, Alberto Faria, Nicolau, Mariana, a Miserável, Esgar Acelerado, Cátia Vidinhas, Tiago Manuel, Patrícia Figueiredo foram os ilustradores que interpretaram, através do desenho, as treze unidades museológicas que integravam, à data, a Rede de Museus de Famalicão. Veja esta exposição online no site www.famalicaoid.org

17 e 18 de maio | 14h00
VISITA Vida na Arte Sacra
Museu de Arte Sacra da Capela da Lapa
Público Geral | Máx. 2 participantes
Terra pacata, de gente trabalhadora, viveu anos de fome, pestes e guerras, não só contra o exterior, mas contra os senhores e a Igreja para garantir o domínio do Rei. Só S. Sebastião, na pequena ermida, construída num socalco do Vinhal, seria amparo. Ventos missionários passaram e a Senhora da Lapa, obras feitas, assumiu o padroado.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
museuartesacra@famalicao.pt

17 de maio | 15h00
VISITA Espaços de Inspiração
Fundação Castro Alves
Público Geral | Máx. 5 participantes
Inspiração para memórias futuras. Reconhecer em cada peça, a obra artística que completa a riqueza do Museu de Cerâmica Artística, com origem na Escola/Oficina de Cerâmica, em que o acesso à educação artística, permitiu gerar valor artístico na comunidade. Visitar a coleção é memorizar narrativas artísticas, descobrir conexões e explorar a identidade do Museu.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
fundacao@fundacaocastroalves.org

17 de maio | 18h30
CONVERSA A importância da arte na saúde mental com as arte-psicoterapeutas Cátia Guimarães e Rita Nunes da Ponte
Fundação Cupertino de Miranda
Público Geral | Zoom
A Sociedade Portuguesa de Arte-Terapia defende que a arte é essencial não só para o desenvolvimento criativo do ser humano, mas também para a sua saúde mental. No contexto atual de pandemia tornou-se fundamental gerir as emoções e a arte pode ser uma via terapêutica para as abordar.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 14.05)
comunicacao@fcm.org.pt

18 de maio | 10h00
VISITA virtual 360º ao Museu Bernardino Machado
Museu Bernardino Machado
Público Geral | Online
Em português, inglês ou francês
Língua Gestual e Legendagem
Descubra, no site do Museu, em alta definição e num ângulo de 360º, todos os recantos do Palacete Barão de Trovisqueira. Encante-se com a sua impressionante cúpula, de inspiração neoclássica, com os detalhes de talha dourada ou com os seus magníficos tetos trabalhados e estucados.

18 de maio | 10h00
EXPOSIÇÃO Espaço Mário Cesariny
Fundação Cupertino de Miranda
Público Geral | Sujeito à lotação do espaço
Abertura de um espaço dedicado a Mário Cesariny. Poeta, pintor, tradutor e considerado um dos grandes mestres do surrealismo plástico e literário português. Fruto de uma relação de proximidade, a Fundação tornou-se detentora do recheio da casa do artista. Esta exposição sugere uma aproximação ao local vital de Cesariny, numa tentativa de nos trazer à memória o espaço-vida-obra do artista.

18 de maio | 10h00
VÍDEO Da casa de Cesariny às nossas casas
Fundação Cupertino de Miranda
Público Geral | Online
Simultaneamente à abertura do espaço dedicado a Mário Cesariny, será exibido, no facebook da Fundação, o vídeo “Da casa de Cesariny às nossas casas” com testemunhos sobre o significado de casa e possíveis alterações que possam ter surgido no decorrer da pandemia COVID-19. Para Mário Cesariny, a casa era o seu espaço de refúgio, vivência e de trabalho, como passou a ser para muitas pessoas atualmente.

18 de maio | 10h00, 11h00, 14h30 e 16h00
VISITA Espaço Mário Cesariny
Fundação Cupertino de Miranda
Público Geral | Máx. 5 participantes
Mário Cesariny foi poeta, pintor, tradutor e é considerado um dos grandes mestres do surrealismo plástico e literário português. Fruto de uma relação de proximidade, a Fundação tornou-se detentora do recheio da casa do artista. Esta exposição sugere uma aproximação ao local vital de Cesariny, numa tentativa de nos trazer à memória o espaço-vida-obra do artista.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 14.05)
comunicacao@fcm.org.pt

18 de maio | 10h30
OFICINA ReImaginar “O Amor de Perdição”
Casa de Camilo – Museu.Centro de Estudos
Público Escolar | Máx. 1 turma
Huumm... já pensaram em como nascem as estórias? Como terá nascido a história do “Amor de Perdição”? Quem a escreveu? E como chega ela até nós? através dos livros …? do teatro …? do cinema? E será que podemos nós também contar a nossa história do “Amor de Perdição”?
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
geral@camilocastelobranco.org

18 de maio | 11h00
VISITA “Um Riacho” – o naturalismo de Júlio Ramos
Casa-Museu Soledade Malvar
Público Geral | Online
Língua Gestual Portuguesa e Legendagem em português
Embarque numa viagem pelo Naturalismo português, imergindo numa paisagem reflexiva, que irá revelar-nos a essência do pintor Júlio Ramos.

18 de maio | 14h00
OFICINA Imergir no Futuro
Fundação Castro Alves
Público Geral | Máx. 10 participantes
Convidamos à (re)imaginação do futuro. Moldando a argila, descobrem-se diálogos, toques artísticos visionários, futurísticos e criativos, onde a matéria-prima se transforma. Potencia-se a reflexão sobre a fragilidade do nosso planeta, com uma eco - conceção artística, através da argila como elemento natural da natureza.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 13.05)
fundacao@fundacaocastroalves.org

18 de maio | 14h00
VISITA Indústria Têxtil de Guimarães: do sistema antigo ao advento das máquinas
Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave
Público Geral | Online
Língua Gestual Portuguesa e Legendagem em português
As últimas décadas do século XX caracterizaram-se pelo abandono dos edifícios fabris, pelo afastamento das pessoas e das suas memórias. Esta exposição mostra o exemplo de três fábricas fundadas no século XIX, que fugiram a esse estereotipo, pois preservaram os edifícios, máquinas, arquivo documental e objetos do quotidiano fabril.

18 de maio | 15h00
EXPOSIÇÃO The Kiss
Museu Nacional Ferroviário – Núcleo de Lousado
Público Geral | Sujeito à lotação do espaço
“The Kiss” é um projeto composto por recriações fotográficas que recorrem a um ambiente controlado para recriar cenários, guarda-roupa, ambiente de momentos históricos, nostálgicos e românticos. A objetiva capta toda a emoção que se pode sentir através de um beijo, seja de despedida ou de encontro.

18 de maio | 17h00
CONVERSA A criatividade e o cérebro
com a neurocientista Patrícia Correia
Fundação Cupertino de Miranda
Público Geral | Zoom
O cérebro tem a capacidade incrível de se adaptar e criar soluções para ultrapassar adversidades quotidianas. Patrícia Correia, doutorada em neurociências e professora assistente de neurociências do comportamento, pretende explorar o que acontece no cérebro quando somos criativos e contrariar a ideia de que a criatividade é só reservada a alguns.
Acesso gratuito | Inscrição obrigatória (até 14.05)
comunicacao@fcm.org.pt

2298 leituras