Juventude Festival de Cinema Jovem de Famalicão com inscrições abertas até 7 de outubroAtualidade Mercado Artesanal - Anima-te 2021Economia Aposta de crescimento da Pafil faz-se em FamalicãoEducação Biblioteca Municipal e Associação EDUPA criam parceriaEducação Secretário de Estado da Educação no Ciclo de Conferências de FamalicãoDesporto Piscinas Municipais retomam horários dos serviços de regime livre e escolas de nataçãoAmbiente Cortes no abastecimento de águaCultura e Turismo Famalicenses assistiram a mais de 50 horas de programação cultural online Economia Serviço de entrega de refeições representou volume de negócios de um milhão de eurosFreguesias União das freguesias de Seide em ritmo de obrasCultura e Turismo Famalicão dá pontapé de saída para a 7.ª edição do YmotionAmbiente Pateiras de Fradelos não avançam para Paisagem ProtegidaAtualidade Loja do Cidadão de Famalicão vai ser uma realidade Freguesias Zona central de Gavião ganha nova imagem com requalificação do adro da IgrejaEducação Universidade do Minho consolida-se em FamalicãoCultura e Turismo Miguel Araújo e Zé Amaro nas Antoninas possíveisEducação Conferência "Ensino Profissional: Uma Opção de Futuro"Cultura e Turismo Rojões são a iguaria eleita para os próximos Dias à MesaAtualidade Câmara de Famalicão abre candidaturas aos Selos Visão’25Cultura e Turismo O “Discurso Silencioso” de Jorge Pinheiro na Ala da FrenteCultura e Turismo Candidaturas ao Prémio de História Alberto Sampaio decorrem até 31 de maio
O SEU LUGAR

Residentes / Família
Reconhecimento

Um Município Amigo das Famílias

Pelouro da Família
M. Rua Camilo Castelo Branco, nº. 94 - 3º Andar
4760-127 V. N. Famalicão
T. 252 320 900

E.familia@famalicao.pt

Há oito anos consecutivos que o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis distingue Vila Nova de Famalicão como uma autarquia amiga das famílias, reflexo do reconhecimento da excelência das políticas sociais e de promoção da família municipais.
As medidas implementadas abrangem as mais diversas áreas, desde os apoios à educação e à formação, à melhoria das condições de habitabilidade, mas também no acesso das famílias à fruição cultural e à prática desportiva.

O Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social, tendo como principais objetivos acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

Da educação à área social, do desporto à cultura, são muitos os argumentos que justificam este reconhecimento, não só pelas  políticas orientadas para todas as famílias do concelho, mas também pelas ações e iniciativas destinadas a agregados familiares mais desfavorecidos económica e socialmente.

No domínio da educação a autarquia tem em desenvolvimento perto de uma centena de projetos e ações para garantir que a educação seja o grande fator de coesão social do território, constituindo-se como um verdadeiro elevador social para os cidadãos e como plataforma de junção entre estes e o tecido empresarial e institucional famalicense. Entre as várias medidas promovidas, destaque para a oferta dos livros de atividades para todas as crianças do primeiro ciclo, a gratuitidade dos passes escolares para todos os alunos do concelho, desde o ensino básico até ao 12.º ano, e as bolsas de estudo aos estudantes universitários. Ainda neste domínio, Vila Nova de Famalicão é Cidade Educadora desde 2010 e, ao longo dos anos, tem realizado um trabalho sistemático na educação não formal dos cidadãos.

Na área social destaca-se o Programa Municipal “Casa Feliz” que ajuda as famílias mais carenciadas do concelho a realizarem obras de renovação das suas habitações e que apoia as famílias que mais precisam no pagamento das rendas, assim como os descontos e isenções nas tarifas de água e saneamento para as famílias numerosas e para as mais necessitadas.

Na saúde, destaque para a recente adesão do município ao programa “Saúde Oral Para Todos”.

Em matéria fiscal, é uma reconhecida mais-valia para as famílias a estabilidade fiscal do município ao longo dos anos, a fixação da taxa do IMI próxima do mínimo legal (0,35%) e a existência de um IMI familiar que atribui um desconto no pagamento do imposto tendo em conta o número de dependentes que integram o agregado familiar.

O acesso das famílias à fruição cultural e à prática desportiva tem também merecido uma atenção especial da autarquia que tem instituído o Cartão Jovem Municipal, o Cartão Sénior Feliz e o Cartão do Voluntário com descontos significativos em diversas atividades e no acesso aos transportes públicos no concelho, para além de outros benefícios.