Juventude Festival de Cinema Jovem de Famalicão com inscrições abertas até 7 de outubroAtualidade Mercado Artesanal - Anima-te 2021Economia Aposta de crescimento da Pafil faz-se em FamalicãoEducação Biblioteca Municipal e Associação EDUPA criam parceriaEducação Secretário de Estado da Educação no Ciclo de Conferências de FamalicãoDesporto Piscinas Municipais retomam horários dos serviços de regime livre e escolas de nataçãoAmbiente Cortes no abastecimento de águaCultura e Turismo Famalicenses assistiram a mais de 50 horas de programação cultural online Economia Serviço de entrega de refeições representou volume de negócios de um milhão de eurosFreguesias União das freguesias de Seide em ritmo de obrasCultura e Turismo Famalicão dá pontapé de saída para a 7.ª edição do YmotionAmbiente Pateiras de Fradelos não avançam para Paisagem ProtegidaAtualidade Loja do Cidadão de Famalicão vai ser uma realidade Freguesias Zona central de Gavião ganha nova imagem com requalificação do adro da IgrejaEducação Universidade do Minho consolida-se em FamalicãoCultura e Turismo Miguel Araújo e Zé Amaro nas Antoninas possíveisEducação Conferência "Ensino Profissional: Uma Opção de Futuro"Cultura e Turismo Rojões são a iguaria eleita para os próximos Dias à MesaAtualidade Câmara de Famalicão abre candidaturas aos Selos Visão’25Cultura e Turismo O “Discurso Silencioso” de Jorge Pinheiro na Ala da FrenteCultura e Turismo Candidaturas ao Prémio de História Alberto Sampaio decorrem até 31 de maio
O SEU LUGAR

Visitantes / Experiências
Animação Turística e Eventos

Feira Grande de S. Miguel

Data
Setembro


Local
Praça D. Maria II

A Feira Grande de S. Miguel é uma das tradições mais antigas do concelho. Instituída em 1205, aquando da atribuição do Foral de Vila Nova, pelo rei D. Sancho I, a Feira Grande está intimamente ligada às origens do concelho, nomeadamente à actividade predominante na época: a agricultura.

Neste sentido, destaque para o mercado de S. Miguel que se realiza na Praça D. Maria II e junta agricultores, artesãos e as famosas tasquinhas, oferecendo o que de mais genuíno e tradicional se cultiva no concelho.
Trajados a rigor os mercadores trazem consigo os legumes mais frescos, os ovos mais saborosos e os frangos mais tenros do seu quintal, numa verdadeira viagem ao passado, em que tudo era “caseiro” e biológico.

Lado a lado com os agricultores e artesãos está o gado bovino e equino. Um arraial minhoto, uma desfolhada tradicional, um concurso de atrelagem e uma garraiada são apenas algumas das iniciativas previstas para o primeiro dia da iniciativa.