Agenda Municipal / Arte Circense Àmostra Circo Contemporâneo

27 Jul a 01 Ago
Programa Casa das Artes

Casa das Artes | Grande Auditório - 21h30
Entrada: 4 euros. Estudantes, Cartão Quadrilátero Cultural e Seniores (a partir de 65 anos): 2 Euros | Co-produção Instituto Nacional de Artes do Circo / Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão | Apresentação do primeiro trabalho profissional dos Alunos Finalistas do Instituto Nacional de Artes do Circo


terça, 27
BETWEEN & BEYOND THE LINES Solo 1
Intérprete Criador(a): Mélanie Monteiro
Foto: carlos teixeira
Syntony é uma exploração das forças invisíveis que nos puxam para a alegria e nos empurram para ansiedade. Usando inversões, acrobacias e dança como ferramentas de exploração, Syntony mostra um espelho das próprias buscas pessoais por equilíbrio, harmonia, bem como a conexão com nossa vida moderna.

(DES)PROGRAMADO Solo 2
Intérprete Criador(a): Miguel Moreira
Cenografia: Miguel Moreira | Música: André Freitas | Orientação artística (externa): Elvis Mendes | Foto: Daniela Moreira
Um espetáculo que através da manipulação de objetos, movimento e de teatro físico convida o público a um imaginário de cartão e a um cenário laboral onde a reflexão sobre a vida de rotina vazia é o mote para a criação desta peça.

PROCESSO(S) Solo 3
Intérprete Criador(a): Guadalua Cornejo
Foto: Merlina
Dentro de uma banheira, sob a luz da Lua refletida em fragmentos de vidro, uma mulher trança seus cabelos. Submersa em seu tempo, trança também pensamentos.



quarta, 28

TERNO TERROR Solo 1
Intérprete Criador(a): Vera Barbosa
Foto: Carlos Teixeira
O senso de superioridade humano para com o animal leva-o a vender violência e escravidão como algo belo e inocente. Da contemplação ao susto, Terno Terror vai levar o espectador numa viagem de emoções e autocrítica da qual eles farão parte como visitantes de uma jaula.

BOUNCE IT Solo 2
Intérprete Criador(a): Lucia Nordhoff
Extremamente retrátil e elástico. Adapta-se à sua base e pode expandir-se enormemente. Tem uma estabilidade dimensional permanente - por isso, depois de se mover, regressa à sua forma original. Nunca perde a sua forma, quase nunca!

Ás 3:12 Am Solo 3
Intérprete Criador(a): Jose Cere
Foto: Mariana Sánchez
Espetáculo de acrobacias aéreas, que se desdobra às 3:12 da manhã, entre a dualidade do sonho da personagem e a sua realidade. Baseado na reflexão da distribuição do tempo, tempo de trabalho, tempo livre, tempo para si próprio.”

NIENTE PANICO! Solo 4
Intérprete Criador(a): Giuliano Garufi
Foto: Pedro Figueiredo
Um espetáculo irónico inspirado nas quatro estações em que os minutos correspondem a anos, a improvisação é o aliado mais poderoso e o malabarismo é a língua materna.



Quinta 29

TOXICACTUS Solo 1
Intérprete Criador(a): Adriana Pereira
Foto: Lucia Merlina editada por Adriana Pereira
Um ser já existe protegido em líquido amoníaco, depois nasce e chora. O seu primeiro trauma lhe garante a sua sobrevivência num novo mundo desconhecido, frio e assustador. Mais tarde, em busca de uma vida positiva e saudável, esse ser ambiciona sobreviver num conforto que acaba por lhe oprimir lentamente e discretamente.

THE BLIND-FALL Solo 2
Intérprete Criador(a): Andriana Paraskeva
A venda simboliza tudo e todos nas nossas vidas. Tudo o que nos impede de seguir em frente e nos mantém entorpecidos, impotentes e indefesos. É no entanto a venda um obstáculo insuperável ou algo interior mais profundo?

VOYAGER Solo 3
Intérprete Criador(a): Mauricio Garzon
Foto: Fabiana Diaz
A humanidade sempre procurou nas estrelas e planetas, porquê? Destruímos a Terra? Será que algum dia teremos que ir embora? E assim começa a viagem em busca de um novo lugar para destruir.

SOMOS Solo 4
Intérprete Criador(a): Sofía Fuentes
Foto: Carlos Teixeira
Obra minimalista onde a intérprete manifesta ritmos, densidades e alturas através do movimento, voz e jogos com uma lira. Somos é uma metáfora física do que levamos por dentro e o que mostramos por fora, composta por elementos que simbolizam partes da nossa vida e a forma como nos marcam ou caracterizam como pessoas.



sexta 30

MANIFESTO DO GLITTER Solo 1
Intérprete Criador(a): Olivia Orthof
Foto: Pedro Figueiredo
Uma mulher errante, sem pensar no amanhã, sobe uma montanha de glitter e encontra lá um mundo de fantasias carnavalescas. O glitter se apresenta como uma entidade misteriosa que esconde contos folclóricos brasileiros, convidando a transformar as dores mais agudas em brilho e folia para desfilar.

CON PULSION Solo 2
Intérprete Criador(a): Lucy
“Com Pulsão”. Pulso. Aperte. Pulsão. Desejo intenso, explosão. A força com que o coração bate, a pulsação que marca o nosso ritmo. O desejo de vida.

DUEL DE SOLITUDE Solo 3
Intérprete Criador(a): Mélina Hernandez
Entre no coração de um espírito perdido. Cheio de solidão, seus pensamentos opressivos vêm e vão sem trégua, criando ao seu redor uma gaiola de emoções em múltiplas formas. Suas barras opressoras, como o peso do silêncio, encerram então um corpo em suspense que busca, à mercê de seus tormentos, a chave da estabilidade.

AS VIDAS MIÚDAS E OUTRAS INSIGNIFICÂNCIAS Solo 4
Intérprete Criador(a): Naiana Padial
Orientação artística (externa): Andre Schulle | Orientação em confecção de adereços: Cleydson Catarina |
Foto: Pedro Figueiredo
Uma forasteira errante chega a um misterioso sítio em ruínas. Nelas, essa curiosa e solitária figura, descobre um circo abandonado, onde encontra uma inusitada companheira: uma barata. A partir da relação entre essas duas simples criaturas, o espetáculo nos traz temas como a fragilidade da vida, solidão e companheirismo.



sexta 31

BRILHANTE, DROGA Solo 1
Intérprete Criador(a): Clara Apunto deNieve
Foto: Clara Apunto deNieve
Num dia comum, em um lugar qualquer, estás a fazer tranquilamente algo que realmente gostas e, de repente, soa o telemóvel. A partir de um simples facto como este, inicia-se uma viagem através da qual, reflecte-se sobre a dependência que temos da tecnologia e da informação, o que contribui para a construção de sociedades narcisistas, extremamente individualistas e facilmente manipuláveis.

SIDE WAYS Solo 2
Intérprete Criador(a): Isaac Valle
Uma viagem ao lado da imaginação em que o piloto é também um passageiro, onde a música ganha vida em cada superfície, acompanhada por um corpo em constante busca de equilíbrio. O mesmo equilíbrio que procuramos nestes tempos instáveis, levados a tomar estradas secundárias para continuar a sonhar viajando.

TUDO BEM Solo 3
Intérprete Criador(a): Ella Szembek
Em um mundo feito de círculos de plástico, uma mulher recolhe fragmentos do chão e os reconstrói. Uma grande tempestade se anuncia, lançando-nos em um vasto oceano de emoções e caos. Quando estia e tudo seca, restam apenas pedaços partidos. A única coisa a fazer é recolhe-los e rearranja-los.
Essa é uma peça de circo contemporâneo, interpretada através da lógico do clown e da manipulação de hulahoops. A protagonista questiona a tendência que os humanos têm de ignorar a vulnerabilidade e violência em nós mesmos e também na sociedade.

SISYPHUS Solo 4
Intérprete Criador(a): Jannick Lüth
Foto: Jannick Lüthi
SISYPHUS é uma tentativa de mostrar como a nossa vida pode mudar se olharmos para ela de uma perspetiva diferente. Tenta desmascarar os comportamentos diários e tenta orientar o foco para aspetos e sensações invulgares.



Domingo 01 agosto

VOLUNTAD Solo 1
Intérprete Criador(a): Fernando Rosell Romo
O Fernando é um jovem que quer estar tranquilo. Ele busca a sua identidade. Ele recebe muitas ideias que o estimulam. Ele se distrai para relaxar. O Fernando quer estar tranquilo.

ATADO Solo 2
Intérprete Criador(a): Elena Berger
Foto: Pedro Figueiredo
Tem soberania e autosustenta-se. Não tem direção e trabalha contra o tempo.
Encurta a distância e transforma uma linha num espaço. A construção entrelaçada incorpora segurança e risco, estrutura e caos, satisfação e frustração. É o problema e também a solução.

PINTÓRICA Solo 3
Intérprete Criador(a): Lucía Merlino
Foto: Fabiana Díaz | Composição musical: Facundo Combina
Pintórica é um ato cênico que funde a pintura com o circo, universos aparentemente diversos que conseguem dialogar nesta obra por meio do equilíbrio, do movimento e do gesto pictórico. Aqui a linguagem corporal é cromática, o movimento é impressão, cada árvore tem sua música, cada melodia sua cor.

586 leituras