Agenda Municipal / Conversas À conversa com P.e Pedro Sousa: Curados por um Deus ferido

Qua 31 Mar
Programa da Confraria das Santas Chagas

Online: Confraria das Santas Chagas - 21h30

São tempos de dor e sofrimento, de angustia e de medo, em alguns casos, de pânico e ansiedade... Como enfrentar serenamente esta pandemia sem que ela nos cause ainda mais dano!? Será que Deus nos pode ajudar!? Ou será que Deus tem (ou não) culpa, no meio de tudo isto!? O “Deus dos exércitos, poderoso nas batalhas”, nãos nos poderia ajudar nesta “guerra”, como alguns lhe chamam!? Se a humanidade sofre, será que Deus também sofre!? Quais são as dores de Deus!?
Qual papel da Igreja nesta pandemia!? Que palavra pode dar animo, serenidade e esperança àqueles cuja vida ficou às avessas com este vírus!?
São dúvidas à espera de propostas de caminho a fazer.
O Pe. Pedro Sousa, há pouco mais de um ano, apresentou o seu livro “O sofrimento de Deus”, vencedor prémio Paulus Editora 2019. Na sinopse do libro podemos ler: «Neste terceiro milénio, como as irmãs de Lázaro (cf. JO 11,21; cf. JO 11,32), corremos perplexos pelos caminhos da história diante do fenómeno do sofrimento. Este complexo e exigente problema recoloca, no centro do debate teológico, a reflexão acerca do sofrimento de Deus. Se o advento de Deus no evento do ser humano dá-se e diz-se na história, que a partir daí é história comum do ser humano e de Deus, qual o sentido do sofrimento dos inocentes que são expostos a essa experiência, desde o primeiro momento? Mediante acutilantes inquietações, propomos uma análise sistemática que se inicia com um estudo sumário de uma perícope fundante (JO 11,33-37), e continua com uma reflexão acerca da plausibilidade da afirmação do sofrimento de Deus e seguindo atentamente o pensamento do teólogo francês François Varillon.»

Para dar a conhecer melhor o pensamento e as conclusões a que chegou o Pe. Pedro Sousa, a Confraria das Santas Chagas de Santo Adrião de Vila Nova de Famalicão, dando continuidade ao seu projeto cultural Despertar-te, convidou-o para uma conversa sobre o sofrimento, com o tema “Curados por um Deus ferido”.

Transmissão nas redes sociais da paróquia de Sto. Adrião (facebook e youtube) e da Confraria das Santas Chagas (facebook).



695 leituras